O Sítio Cultural Alsácia surgiu inicialmente numa conversa de bar entre duas pessoas. Uma delas tinha um lindo projeto que envolvia Educação, Cultura e Linguagens Artísticas. A outra tinha um projeto que envolvia Natureza e Saúde, estava se ressignificando e tinha um espaço que estava se tornando obsoleto e precisava também ser ressignificado. Dessa conversa, em 2014, para a concretização desse território, pelo menos dois anos se passaram. 

Assim como muitos outros projetos, não é eufemismo falar que o Sítio começou em uma garagem. Na garagem dessa casa trabalhava a equipe de produção da Trupe Teatro de Torneado. Durante algum tempo, a Trupe foi convidada para experimentar seus processos criativos e de produção artística neste local, afastado da grande metrópole, mas também muito próximo e acessível. Desde 2015, iniciando com o processo de criação do espetáculo Celofane, as atividades da Trupe permanecem neste território.

 

Porém, nossa vontade não era apenas ter uma sede de uma Trupe, mas que este território pudesse ser utilizados por muitas pessoas, que tivesse uma gestão comunitária. Em 2016, o Sítio Cultural abre suas portas oficialmente para receber atividades de outros coletivos, tanto em programação cultural, quanto em imersão e em atividades pedagógicas relacionadas as Artes. Desde então, foram apresentados mais de 30 espetáculos, 12 coletivos e artistas fizeram imersões, além de diversos cursos e oficinas. Dentre os artistas que realizaram ocupação, podemos mencionar a palhaça Mafalda Mafalda, com a Escola de Palhaças a MC Linn da Quebrada, Nola Rae (Inglaterra), Yumiko Yoshioka (Alemanha), Miguel Caramarero (Espanha) e Gardi Hutter (Suíça).

Atualmente, o território abriga a sede da Escola Atemporal de Artes, uma escola de formação de artistas da cena, com gestão democrática e que trabalha com perspectiva de formação em comunidade.

Copyright © 2019 Sítio Cultural Alsacia Todos os direitos reservados.